Blog

Como gerencio os custos em migração de grande escala?

Ao longo de nossos projetos apoiando organizações diversas em suas jornadas de sucesso para a nuvem, identificamos como a falta de mecanismos de gerenciamento de custos pode afetar a velocidade dos projetos, podendo atrasar ou até parar uma migração. Essa desaceleração prejudica o retorno de investimento (ROI) uma vez que se faz necessário manter dois ambientes simultaneamente por um período mais longo que o previsto. Para evitar que isso aconteça, o projeto de migração deve incorporar os princípios de Gerenciamento Financeiro em Nuvem (CFM do inglês Cloud Financial Management) durante a jornada de migração. Este artigo fornecerá três melhores práticas que observamos que empresas bem-sucedidas adotam ao executar uma iniciativa de migração e modernização em grande escala.

Começando com sua migração

Existem vários motivadores de negócios para as empresas migrarem cargas de trabalho para a AWS. Reduzir os custos ao pagar apenas pelo que utiliza é uma justificativa popular, assim como a melhoria na agilidade do negócio e na produtividade da equipe, uma vez que a migração permite a adoção de novas tecnologias e novos modelos de trabalho. Outros exemplos são a velocidade de lançamento de novas funcionalidades, a oportunidade de modernizar as aplicações corporativas, e a facilidade de expansão para novas regiões.

Na AWS, dividimos a jornada de migração e modernização em três fases:

  1. Avaliação. É aqui que sua empresa construirá o argumento para a mudança. A fase de avaliação é onde a prontidão atual de sua organização para operar na nuvem é avaliada por meio da análise dos seis pilares do AWS Cloud Adoption Framework (CAF): negócios, processos, pessoas, plataforma, operações e segurança. As organizações devem ser capazes de identificar os resultados comerciais desejados e desenvolver um caso comercial de migração durante essa fase.
  2. Mobilização. É aqui que sua empresa irá mapear os benefícios que serão ganhos com a migração. Como parte dessa fase, sua empresa criará um plano de migração e refinará o caso comercial inicial. Também abordará as lacunas na prontidão da organização que foram descobertas na fase de avaliação, com foco na criação de um ambiente básico (Landing Zone), na promoção da prontidão operacional e no desenvolvimento de habilidades em nuvem.
  3. Migração e modernização. É aqui que sua empresa acelerará a transformação em grande escala. Durante essa fase, cada aplicação é projetada, migrada e validada. Para muitas aplicações, a melhor abordagem é migrar rapidamente para a nuvem e depois rearquitetar na AWS. Você pode usar o AWS Application Migration Service (MGN)para transferir rapidamente (re-hospedar) um grande número de servidores da infraestrutura física, virtual ou de nuvem para a AWS.

Os problemas mais comuns que observamos durante as migrações que resultam em aumento de custos são: patrocínio executivo ausente ou ineficaz do lado dos clientes, falta de métricas de sucesso da migração e, finalmente, indefinição dos responsáveis pelo gerenciamento de custos da nuvem.

Como começar a gerenciar custos durante migrações de grande escala

1. Definir métricas de migração | Fase de avaliação

Definir métricas de sucesso dá à sua empresa uma maior capacidade de controlar os custos à medida que a migração progride. Também permite que sua organização discuta essas métricas entre diferentes equipes e perspectivas, resultando em objetivos mais alinhados. Alguns exemplos de métricas de sucesso incluem:

  • Custo e produtividade—porcentagem de gastos com infraestrutura de TI da receita anual, custo por usuário/transações, número de VMs/TBs gerenciadas por administrador
  • Desempenho geral—porcentagem dos programas que alcançam o ROI estimado, número de horas para preparar recursos de TI, satisfação média de clientes/funcionários
  • Resiliência e segurança—porcentagem de disponibilidade crítica de aplicações, número de horas de inatividade não planejada, tempo médio de detecção e resolução
  • Agilidade nos negócios— Tempo médio de lançamento no mercado, número de lançamentos de produção sem problemas, número médio de novas implantações

Como definir métricas de sucesso?

  1. Quais métricas sua organização acompanha atualmente? Essa é uma pergunta essencial a ser respondida se sua organização quiser comparar custo e desempenho antes e depois da migração.
  2. Quais pilares de valor são mais relevantes para sua empresa? O AWS Cloud Value Framework (CVF)recomenda quatro áreas: redução de custos, produtividade da equipe, resiliência operacional e agilidade nos negócios.
  3. Quem são os patrocinadores executivos? Identifique os líderes que serão mais afetados com essa migração. Se ocorrerem imprevistos, identifique quem garantirá recursos e financiamento para manter o projeto em andamento.
  4. Qual é o esforço e o custo necessários para monitorar essas métricas? Avalie as opções de ferramentas e os formatos de visualização. Defina a granularidade e a frequência desejadas para análise dessas métricas.

2. Melhore a visibilidade e a previsibilidade dos custos de migração | Fase de mobilização

Uma migração de larga escala é composta por diversas etapas e uma importante é a criação de um ambiente de gerenciamento de custos. O AWS Migration Acceleration Program (MAP) oferece financiamento para clientes que estão migrando para a AWS e exige que eles identifiquem suas cargas de trabalho adequadamente. Essa é uma boa oportunidade para também definir uma estratégia mais ampla de alocação de custos e monitorar como as equipes estão migrando suas aplicações.

Trabalhe com as equipes financeiras para transformar o caso de negócios de migração em um plano de orçamento de migração aproveitando o AWS Budgets; recomendamos documentar as suposições e atualizá-las ao longo da jornada. Certifique-se de que esses números estejam visíveis em toda a sua empresa criando painéis personalizados (por exemplo, Cloud Intelligence KPI Dashboard), especialmente entre líderes de equipe e patrocinadores executivos. Quando as primeiras ondas de migração começarem, documente as variações de custo e experimente criar uma previsão baseada nos motivadores usando as ondas de migração restantes. Alguns clientes acham útil classificar as aplicações com base no seu tamanho, por exemplo, pequenas, médias e grandes para facilitar a operacionalização do processo de previsão de custos na nuvem. Também recomendamos ativar o AWS Cost Anomaly Detection para evitar surpresas de custo e aprimorar o controle sem atrasar sua migração.

3. Otimize mais cedo para maximizar o ROI e economizar tempo | Fase de migração e modernização

As migrações são um ótimo exercício para avaliar o quão bem sua empresa está utilizando seus recursos. Durante o caso comercial de descoberta e migração de aplicações (fase de avaliação), sua organização compilou informações críticas sobre a utilização da CPU e da memória de várias aplicações durante um período de tempo definido — recomendamos pelo menos 2 semanas de dados para capturar picos e baixas de desempenho.

Certifique-se de que sua empresa esteja aproveitando esses dados para dimensionar corretamente os recursos na nuvem desde o começo. Para computação, recomendamos explorar as instâncias Graviton e Burstable para maximizar a economia e o desempenho. Para armazenamento, verifique se a classe de armazenamento mais recente para EBS (GP3) está sendo utilizada, pois ela fornece uma melhor relação custo/desempenho, e implemente políticas de ciclo de vida de armazenamento em seus buckets do S3.

Para aproveitar ao máximo os benefícios da AWS, sua organização precisará modernizar suas aplicações. Considere as opções de banco de dados gerenciados pela AWS, como RDS, Aurora, Redshift e DynamoDB, e maximize seu retorno. Se for muito complexo ou houver restrições de tempo, migre como está (lift-and-shift) primeiro, mas defina um caminho claro com a empresa para se modernizar depois. Programas como o AWS Database Freedom podem ajudar sua empresa durante esse exercício fornecendo consultoria técnica, suporte à migração e assistência financeira.

Depois que as cargas de trabalho forem migradas e os testes de desempenho concluídos, comunique-se com o responsável pelas finanças da nuvem da sua empresa para adquirir Savings Plans ou Instâncias Reservadas para pagar menos por cargas de trabalho sempre ativas.

close
Start typing to see posts you are looking for.
Sidebar Scroll To Top
Twitter YouTube linkedin